AS NOSSAS PARTILHAS

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

As bandeiras e a consciência fonológica

Aproveitando a motivação das crianças realizamos mais uma atividade de consciência fonológica.
Dividimos silábicamente o nome dos países de cujas bandeiras escolhemos.
 
CA-NA-
 
SU-I-ÇA
 
CHI-NA
 
CO-LOM-BI-A
 

 
POR-TU-GAL
(foi um bocadinho mais difícil pois temos tendencia para separar POR-TU-GA-LE  e  BRA-SI-LE)

RO--NI-A

Eu escolho DI-NA-MAR-CA porque é igual ao meu carro.
 
A motivação das crianças tem sido o motor e facilitador de novas aprendizagens.


"Qualquer coisa que se faça na vida, é necessário primeiro a vontade de realizá-la, senão nada acontece. Isso também ocorre na educação. Educação requer Ação e como resultado dessa ação, há o APRENDIZADO. Mas para que se realize a ação e esta resulte no aprendizado é necessário, inicialmente, que haja a VONTADE, nesse caso, a vontade de aprender.
 
O professor deve descobrir estratégias, recursos para fazer com que o aluno queira aprender, em outras palavras, deve fornecer estímulos para que o aluno se sinta motivado a aprender".
(MEDEL, 2000)



Viagem pelo Corpo Humano

Hoje fomos assistir ao musical "Viagem pelo Corpo Humano".

Sinopse: "Estamos no dia em que se faz a árvore de Natal na casa da Maria! Este é um dia especial e muito esperado pela menina! Maria não cabe em si de contente! Quando às brincadeiras habituais ela junta o ritual da árvore, com bolas e fitas de natal, a festa é completa!

Mas quando a Maria chega finalmente da escola, para preocupação da avó, percebemos que ela está doente. Está com febre e sem qualquer força ou energia.

Este será apenas o ponto de partida para uma grande aventura!

Como que por um “toque da magia” iremos percorrer o corpo da Maria, conhecer os seus caminhos, os seus órgãos e todos os seus mistérios.

E é lá que vamos travar uma difícil luta com o vírus que teima em deixar a Maria doente.

Numa viagem cheia de surpresas vamos aprender a conhecer melhor o corpo humano e a saber o que podemos fazer para torná-lo mais saudável.

Órgão a órgão, entre glóbulos brancos e glóbulos vermelhos, convidamos-te a conhecer uma história cheia de emoções onde o coração e a amizade acabam sempre por falar mais alto!! "
 
 Os glóbulos brancos atacaram a vitamina pensando que se tratava de um vírus.
 
Os glóbulos vermelhos que se movimentam por todo o corpo.

O cérebro constituído por dois hemisférios.

O vírus da varicela que atacou a Maria.

O coração conversando com a vitamina C. Ele explicou-lhe que apesar ser importante trabalha em equipa com todos os outros órgãos do corpo humano.
    

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Rimas

Hoje foi um dia muito produtivo. De manhã estivemos a fazer divisão silábica de tarde nas nossas pesquisas descobrimos uma bandeira engraçada de um país chamado NEPAL e resolvemos procurar palavras que rimam com o nome desse país.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

O Meu Mundo

Um livro sobre Space Shuttle que o Gustavo trouxe foi o ponto de partida para um novo projeto.
"PLANETA TERRA"
 
 
Neste momento estamos a explorar os continentes, países e suas bandeiras.
 
 
 

Todas estas atividades são promotoras de conhecimento:

aos poucos as crianças vão conseguindo escrever palavras simples ou algumas sílabas em palavras como por exemplo:
A-LE-MA-NHA

POR-TU-GAL

SU-É.CI-A

 


 





 
 
A observação das bandeiras levou á descoberta do conceito vertical e horizontal
 


Brevemente partiremos para a exploração dos Oceanos (tema da Semana da Leitura).
 
Agradecemos aos pais que tiverem material sobre o tema que enviem.
 

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Pintar o Futuro


Hoje tivemos a primeira sessão da atividade " Pintar o Futuro" do projeto Porto de Crianças
A atividade consiste na leitura e registo de histórias, construção de jogos, canções, expressão plástica, entre outras, através das quais se explora o tema de igualdade de género.
Com esta atividade pretende-ae criar condições práticas que conduzam a uma efetiva igualdade de oportunidades entre géneros a partir da experimentação de diversificados processos de socialização.


 A primeira história que ouvimos chama-se "Orelhas de Borboleta" e é uma das histórias preferidas da nossa educadora.
 

 

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Dia do Namorados e do Amor

Hoje estivemos a rever uma história que já tinhamos ouvido mas com uns "olhos" diferentes. Os olhos do amor e da amizade.
 

"João Pedro Mésseder conta aos mais pequenos a história de alguns peixinhos vestidos com sentimentos de gente. No seu pequeno mundo (perscrutado pelo olhar de um menino) os habitantes do aquário assumem comportamentos que vincam a diferença e atenuam a natureza que os une. Numa situação limite, as atitudes azedas e preconceituosas acabam por ceder, dando lugar à confraternização, amizade e entreajuda - sem quaisquer moralismos forjados."
Salomé Castro, Comércio do Porto, 28 de Dezembro de 2004

- Amizade é dar abraços (Guilherme)
- Ser amigo é dar beijinhos (Matilde)
- Ser amigo é brincar uns com os outros (Gustavo S.)
- Ser amigo é brincar quando eles estão tristes (Gustavo S.)
- Ser amigo é ir dar de comer quando estão doentes (Guilherme)
-

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Um dragão na banheira

As crianças adquiriram  o costume de trazer de casa livros para lermos na sala.
 
 
Este foi um dos exemplares que hoje "recebemos" e que foi ponto de partida para algumas aprendizagens e exploração fonológicas.
 
Começamos por procurar palavras que acabassem como:
 
banheira        e          dragão
 
baleia                     pão
asneira                      feijão
geleira                       avião
choradeira                 chão
derrapadeira               melão
                                 balão
                                         Joaõ Ratão
                                  chorão
                                   camião

Depois a educadora desafiou-nos a encontrar palavras começadas por "ba":

bacalhau
baleia
batata
banana
balão

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Brincadeiras espontâneas

As brincadeiras espontaneas também podem ser momentos de aprendizagem.

Inicilmente a Matilde e mais tarde o Gustavo estiveram a organizar os novos "cartões com o nome".
 
Estes servem para ajudar as crianças a escreverem os seus nomes.
Este ano, por sugestão da docente do ensino especial, foram realizados com letra manuscrita na tentativa de facilitar a aprendizagem da escrita no 1º Ciclo (mais tarde se fará a avaliação dos resultados).
 

Como não tinham onde as colocar aproveitaram o armário e o bostik que tinham ali á mão decidindo agupa~las pela letra inicial.



Descobriram:
- que vários nomes tinham a mesma inicial;
- a inicial "M" , "G" e  "L" são as mais usadas nos nomes dos colegas;
- a inicial "D", "T", "C"e "F" foram usadas no mesmo numero de nomes;
- Há letras que não foram usadas como inicial e outras que só foram usadas num nome;