AS NOSSAS PARTILHAS

sexta-feira, 3 de abril de 2009

A NOSSA VISITA DE ESTUDO AOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS PORTUENSES



Hoje realizamos a tão aguardada Visita de Estudo aos Bombeiros Voluntários Portuenses.
Saímos bem cedinho da escola pois tínhamos de lá estar ás 10 horas.
Quando chegamos, um senhor bombeiro muito simpático, mostrou-nos três carros de bombeiros antigos. Eram do tempo dos nossos bisavós. Naquela época ainda não havia auto-tanques e era preciso ligar as mangueiras a uma bomba que havia no carro e levar as mangueiras até aos rios ou outros locais com bastante água.
Os carros antigos eram muito bonitos e estavam em bom estado.
Depois fomos ver as ambulâncias. Entramos em duas. Uma delas era uma unidade de cuidados intensivos e parecia mesmo que estávamos no hospital. Após a visita ao interior da ambulância, os senhores bombeiros mostraram-nos como se utilizam as macas. Havia uma maca chamada "maca pluma" que se desmontava completamente de forma a que o doente não se tivesse que mexer para ser nela transportado.
A outra era uma maca de imobilização. A Matilde foi a voluntária escolhida para ser imobilizada. Como o material não era apropriado para crianças, após uma pequena simulação na nossa amiga, fizeram a demonstração num bombeiro adulto. Ficou tão bem preso á maca que até o viraram de cabeça para baixo e depois colocaram na vertical sem que caísse.
Em seguida fomos ver uma viatura de desencarceramento. É um carro especial que serve para retirar os feridos que estão presos em locais difíceis de aceder ou por exemplo em carros muito amassados e que têm de ser cortados. Os bombeiros mostraram-nos diversos materiais que esta viatura tem: poste de luz para iluminar bem o local do acidente, moto-serra para cortar os carros, chaves de fendas, chaves de parafusos, oxigénio, etc.
Quando nos preparávamos para ir ver as viaturas de fogo, tocou a sirene. Estava um carro a arder na Boavista. Seis bombeiros fardaram-se rapidamente e saíram num camião com as sirenes a tocar. Que emoção!
Graças a Deus pudemos continuar a nossa visita pois estavam vários bombeiros de serviço e os nossos "guias" não foram recrutados para o fogo.
Subimos então ao posto de comando onde, sem fazer barulho, assistimos as últimos passos do envio da viatura de incêndio. Depois de tudo terminado, a bombeira de serviço ao posto de comando realizou uma simulação de toques de sirene. Cada tipo de urgência tem o seu toque. Assim os bombeiros de serviço no quartel, sabem para que tipo de viatura se devem dirigir: ambulância - acidente grave ou menos grave.
Viatura de incêndio ou viatura de desencarceramento.
Já quase no fim da visita, ainda pudemos ver os fatos especiais que os bombeiros usam para os incêndios: são pretos com faixas reflectoras e feitos com diversas camadas de tecido á prova de fogo que os protegem das altas temperaturas mas também não os deixam ficar molhados. Por baixo do capacete usam um gorro especial e nos pés botas muito resistentes. As roupas estão sempre prontas a ser usadas ( as calças já dentro das botas) para que sejam rápidos pois não há tempo a perder.
Quando nos dirigíamos para o exterior, chegou o carro que tinha saído para apagar o fogo. Tivemos então oportunidade de o observar tanto por fora como por dentro.
E pronto a visita chegou ao fim.
Gostávamos de ter assistido a uma simulação de incêndio mas não foi possível. Talvez para a próxima.
OBRIGADA SENHORES BOMBEIROS. Foi uma manhã bem passada.


Recursos utilizados:

2 comentários:

  1. Olá meninos,Educadora Cristina e Teresinha!
    As saidas são sempre interessantes, e as crianças vivenciam momentos inesqueciveis. A Mariana vem sempre entusiasmada sempre que tem visitas. Deixando agora uma sugestão, era interessante ver outros profissionais no activo, alargando assim conhecimento sobre outras profissões.
    bjs Carla Rodrigues

    ResponderEliminar
  2. Olá Mariana e mãe Carla:

    A sua sugestão é realmente interessante pois está mais que provado que as crianças aprendem muito mais quando são colocadas perante situações práticas.
    Todas as nossas saídas e actividades no espaço de Jardim de Infância estão enquadradas no projeto que temos vindo a desenvolver ao longo do ano. Algumas estavam programadas outras surgem da motivação das crianças. A ida aos bombeiros, apesar de programada desde o inicio do ano,surgiu da leitura do livro "O dia em que a mata ardeu".
    Agarrarei a sua sugestão.
    Bem haja pela sua participação activa no dia a dia da nossa sala.

    Cristina

    ResponderEliminar