AS NOSSAS PARTILHAS

sexta-feira, 31 de julho de 2009

BOLO DE CANECA


A Professora Georgina Pinto do blog "As letrinhas do Gil" colocou no seu espaço uma receita de bolo de chocolate intitulada "Bolo de Caneca". É muito simples de fazer. Ideal para estes tempos de férias em que apetece ser mimado mas sem grande trabalho.

Visite o site e experimente fazer o Bolo de Caneca.
É optimo e funciona mesmo. Basta seguir a receita e utilizar as dicas que a professora Georgina disponibiliza.
.
Bom apetite e BOAS FÉRIAS!!!

terça-feira, 21 de julho de 2009

Reciclando mesmo em férias

A Dreamlu do blog Jardim da Alegria colocou um post com diversas imagens de trabalhos realizados com material de desperdício.
Achei esta especialmente engraçada e resolvi colocá-la aqui.

Obrigada ao Jardim da Alegria por esta partilha. Para ver mais clique aqui

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Fins e recomeços.

Está quase a chegar o fim.

O corpo aliviado por estar quase a conseguir o descanso merecido, tem no seu interior o coração apertadinho.

Apertadinho de saudades das crianças que desde há três anos comigo viviam. Eram quase como filhos. Com eles passei dias e dias, horas e mais horas. Ensinei-lhes o que ensino aos meus amores de lá de casa.

Todo o amor que lhes dei recebi também. Era reconfortante abrir o portão e receber abraços e mais abraços. Querer sair e ouvir mil vozinhas "dá-me um beijinho..." " a mim também..." "professora! oh, já te vais embora?!"
É deste carinho, e também do de alguns encarregados de educação que tanto me mimaram, que tenho saudades.

Claro que não foram todos embora, ficaram muitos e bons! Mas os meus amores de há três anos!....

Um novo recomeço em Setembro.

Fica o consolo de ouvir " Fica cá? Quatro anos? Que bom, assim ainda vai ser educadora do..."


A TODOS OS MEUS AMORES DEIXO UM GRANDE BEIJINHO


Aos seus Pais,
o meu
MUITO OBRIGADA
por todo o carinho com que sempre me trataram e por me terem confiarem durante três anos o vosso maior tesouro: OS VOSSOS FILHOS


Vou guardá-los sempre no meu coração.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

OBRIGADA

O ano-lectivo chegou ao fim.

Não queremos ir de férias sem deixar aqui um agradecimento especial

á CINCLUS, á RAR

e á

Associação de Pais do nosso Agrupamento.

Bem-hajam por nos terem ajudado a proporcionar igualdade de oportunidades a todas as crianças.




quarta-feira, 1 de julho de 2009

Envolvimento Parental

A consciência recente da necessidade de envolver os pais na escola é consequência da investigação no campo da Psicologia Educacional que, como já foi referido, tem evidenciado os benefícios de um trabalho de parceria entre pais e escola.

A escola faz parte do quotidiano familiar da criança e os pais devem estar envolvidos em todo o processo de aprendizagem. Pode-se dizer que a escola é o prolongamento do lar, onde o aluno se socializa com os outros e partilha a sua rotina pessoal.


Comunique com o seu filho acerca da escola: É importante conversar com o seu filho acerca do que se passa na escola, respeitando simultaneamente a sua necessidade de privacidade. As crianças e os adolescentes passam muitas horas na escola, sendo importante manter-se próximo do seu quotidiano. Ao perguntar o que fez na escola e o que aprendeu, está a enviar uma outra mensagem que é “a escola e o que tu fazes na escola são importantes para mim”.



Procure proporcionar ao seu filho experiências de aprendizagem: A família é um contexto de aprendizagem fundamental. Há formas muito simples de promover a aprendizagem: ler aos seu filhos, ouvi-los ler, conversar com eles acerca de diferentes temas, assistir em conjunto a programas televisivos e pedir-lhes a opinião acerca daquilo que estão a ver e a ouvir, passear, ir a museus e sítios com interesse histórico e cultural, demonstrar e partilhar o seu interesse e curiosidade por tudo aquilo que o rodeia... Não se esqueça que para além disso, é um modelo importante para o seu filho e as suas actividades e interesses são observados por ele e, em alguma medida, adoptados por ele. A supervisão e, por vezes, a ajuda directa nos trabalhos escolares são necessários. Ajudar a organizar um horário de estudo (adequado às necessidades de cada criança/adolescentes e sem exageros!), ensiná-lo a estudar, e proporcionar um ambiente de estudo facilitador é outra forma de ajudar o seu filho.


Comunique com escola do seu filho: Sabemos que uma boa comunicação entre a família e o professor facilita a adaptação à escola e a aprendizagem de crianças e adolescentes. Ao falar com o professor/director de turma pode obter informações acerca do que os professores e a escola esperam dos alunos relativamente a questões como o comportamento e a aprendizagem, as evoluções e as dificuldades do seu filho, como ajudar o seu filho nas tarefas escolares e promover actividades de aprendizagem em casa. Esta é também uma oportunidade de conhecer como é o seu filho noutros contextos que não o familiar. Por outro lado, o professor/director de turma também ganha com esta experiência, porque fica a conhecer melhor o seu filho e a sua família. Com uma adequada comunicação entre a família e a escola é mais fácil estabelecer objectivos comuns e de os comunicar com uma maior clareza à criança. Ir à escola uma vez por trimestre, no horário de atendimento aos pais é, nesta medida uma prática aconselhável. Esta horário de atendimento não deve apenas ser utilizado para resolver problemas!


Participe nas actividades da escola: As actividades organizadas pelas escolas para os alunos e famílias envolvem geralmente muitas horas de preparação e o investimento de muitas pessoas. Nestas actividades tem oportunidade de conhecer melhor o espaço onde o seu filho despende tantas horas, de conhecer os colegas e as famílias dos seus filhos, os professores e outro pessoal da escola. A sua ajuda poderá ser muito útil na preparação destas actividades. Por vezes, a escola também pede a sua colaboração na organização de acontecimentos festivos, na melhoria do espaço escolar, e na resolução de problemas. Os pais são parceiros importantes e a sua contribuição é valiosa.

Textos retirados daqui