AS NOSSAS PARTILHAS

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Brinca




Brinca sempre como se o tempo não contasse.

Brinca aos bombeiros, aos médicos, aos astronautas.

Brinca a coisas para as quais ainda não inventaram nomes.

Agradece quando tens amigos para partilhar brincadeiras, mas aprende que brincar sozinho também tem as suas riquezas.

Aceita que nem sempre as tuas brincadeiras vão ter graça.

Brinca para divertir a tua irmã mais nova.

Brinca quando a tua mãe teve um dia menos bom.

Brinca para esquecer que o teste te correu mal.

Brinca para fingires que o facto do "tal" ainda não ter dito nada não tem assim tanta importância.

Brinca aos cozinheiros, ás cantoras, aos cientistas.

Brinca para perceberes quem és, a liberdade que tens.

Brinca para não te sentires tão ansiosa num momento mais chato.

Brinca com o cabelo enquanto os teus pensamentos te levam para longe.

Brinca imaginando que tens um palco sob os pés quando a tua música favorita passa na rádio.

Não brinques com os sentimentos dos outros.

Brinca com as ironias da vida

Brinca com a sorte que tens, ou com o azar que ás vezes te bate à porta.

Brinca na areia até a vergonha te impedir de o fazer. (até passarem alguns anos e não te importares mais com isso).

Brinca só quando isso não  incomodar os outros porque as brincadeiras só valem a pena se todos estiverem divertidos.

Brinca com as características que te afastam da tua avó, com aquelas que vos fazem parecer da mesma geração.

Brinca por nunca te esqueceres de nada ou por nunca te lembrares de coisa alguma.

Brinca aos super heróis.

Brinca a alta velocidade e aproveita e dá mais uma volta na montanha russa.

Brinca com calma e vê as nuvens no céu a arrastarem-se para longe.

Brinca quando chegar a altura de sentires saudades por não brincares há demasiado tempo.

Acima de tudo. Nunca, mas nunca, deixes de brincar

ACIMA DE TUDO.NUNCA, MAS NUNCA,  DEIXES DE BRINCAR.

Sem comentários:

Enviar um comentário