AS NOSSAS PARTILHAS

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Gui e o natal verde no Planeta Azul

Depois da visita da Maria a nossa Educadora leu-nos esta história. Fala de um menino que tal como nós, gostava muito de fazer a separação do lixo.
Todas as noites a avó chamava-o e pedia-lhe para ir aos Ecopontos levar o lixo que ela tinha separado durante o dia.

Simultaneamente traz consigo uma mensagem muito actual nestes tempos que vivemos: a Solidariedade

Vamos limpar o lago da rã verde.

Hoje recebemos a visita da Maria. Ela trabalha na Lipor e veio ao nosso J.I. pedir ajuda. Um grupo de famílias (pais e filhos) foi fazer um piquenique na floresta onde fica a lagoa da rã Coach. No final, em vez de recolherem o lixo numa saca, deitaram-no para a lagoa. Agora esta está toda suja!

A rã Coach pediu à Maria para vir ao nosso J.I. para que a ajudassemos a limpar a lagoa.
Como somos amigos do ambiente, metemos mãos à obra: A Francisca pescava o lixo do fundo da lagoa e passava-o a um/a menino/a. Estes iam colocar cada um dos objectos no ecoponto respectivo.


As garrafas de vidro foram para o vidrão


Os jornais e as revistas foram para o papelão



As embalgens de leite, as latas de salsichas, as latas de CocaCola vão todos para o embalão








No final a lagoa ficou limpinha. A Maria agradeceu imenso pois não tinha muito tempo e nós limpamos a lagoa toda.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Uma árvore de Natal diferente

A Ilda hoje esteve na nossa sala. Começamos o dia a ouvir a história "A oficina do Sr. Saraiva".
"A oficina do senhor Saraiva era um mundo mágico para as crianças da praceta. Aquela garagem sempre repleta de coisas velhas, que não serviam para nada, ganhavam vida nas mãos artísticas do senhor Saraiva. "




Também o material de desperdício que a Ilda tem trazido para a sala ganhou vida nas nossas mãozinhas.




Esta foi a árvore que construímos com as argolas recicladas. Foi uma actividade que nos permitiu realizar alguns raciocínio matemáticos.

Depois de observarmos a árvore que a Ilda tinha começado a construir de manhã com os nossos amigos percebemos que ela tinha a forma de um triangulo formado por várias filas.

A primeira tinha uma argola, a segunda 2 argolas, a terceira 3 argolas, a quarta 4 argolas ... E faltava o resto. Ainda havia tantas argolas forradas´... Toca a meter mãos à obra. A Ilda lançou-nos então o desafio:

Quantas argolas vamos colocar nesta fila para continuar a formar um triangulo?

Depois de observar mais uma vez a Francisca descobriu.

- Temos de colocar 5.

E fomos por aí fora até chegarmos a 8 argolas.

No final a Francisca realizou o registo da actividade.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Ai que frio!

Hoje começamos a enfeitar a sala para a quadra natalícia que se aproxima.

Como está a arrefecer nada melhor que realizarmos os primeiros flocos de neve . Com papel de rascunho dobramos e cortamos.
Foi uma actividade muito gira que permitiu que observasses as simetrias. Verificamos que quanto mais recortado estava o papel mais bonito saía o floco de neve.
Alguns ficaram mesmo artísticos!


sábado, 20 de novembro de 2010

Desenvolvimento do sentido de número


Na nossa sala são diversas as situações em que as crianças são confrontadas com oportunidades de contagem. Exemplo disso é o registo diário das presenças, das crianças que comem de faca e garfo (4/5 anos) ou de colher (3 anos), a contagem do número de pacotes de leite a colocar para o lanche da manhã, etc.






De igual forma perante problemas do seu quotidiano envolvendo adições e subtracções, as crianças desenvolvem estratégias operativas: Sempre que após o registo diário das presenças chega uma nova criança as crianças são confrontadas com a necessidade de realizar uma adição emergindo assim as suas capacidades operativas. .

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Carta da Francisca ao Pai Natal

"A aprendizagem da leitura é o resultado de milhares de interacções com o mundo da escrita, das imagens e dos sons. Ela acontece tanto mais eficazmente quanto maior for o «convívio » da criança com os livros, as histórias e o material de escrita em geral."



Conseguir que a criança pré-escolar esteja preparada para a aprendizagem da leitura e chegue à escola primária com o gosto pelos livros e pela escrita, é um dos nossos objectivos. Um objectivo ambicioso, talvez, mas não menos necessário.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Área das descobertas

Esta é a nova área de trabalho que temos na nossa sala. Surgiu das observações que temos vindo a realizar e consequente necessidade que as crianças sentiram de ter um local onde agrupar todo o material que temos vindo a recolher.




Nela estão:
- Os frutos do Outono
*Ouriços e castanhas;
*Amêndoas ao natural (tal qual estão na amendoeira), já só com a casca dura e só com a camisa castanha;
*Um ramo com azeitonas;

- As cores primárias que dão origem às três cores secundárias que já encontramos - laranja, roxo e verde - e todo o material de observação e registo.

- Uma lupa para observação mais promenorizada ...
-Um CD e uma lanterna para observarmos o arco-íris;
Para já é só, mas ao longo do ano muitos outros materiais surgirão.


As actividades das crianças estão desde cedo recheadas de ciência:
-quando chuta uma bola com mais ou menos força;
-quando brinca na banheira com objectos que flutuam ou não;
-quando faz construções de areia;
-quando enche e esvazia recipientes com água;
-quando mistura tintas;

As aprendizagens que a criança realiza na altura, partem da acção e da manipulação dos objectos que tem à sua disposição. Interagindo com eles a criança aprende que "se fizer isto acontece aquilo" e por isso "para que aconteça aquilo tem que se fazer isto".

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Á descoberta das cores secundárias

Esta foi a história que a Educadora Ana trouxe este mês no seu Baú Andarilho.

Como de costume no final pediu-nos para realizarmos uma actividade relacionada com o que ouvimos. A nossa escolha recaiu sobre as cores. Descobrir como surgem algumas cores do arco-íris.

Já fizemos diversas experiências e através delas descobrimos algumas cores:
Misturamos plasticina amarela e vermelha;

Plasticina azul e amarela

Plasticina vermelha e azul;


E descobrimos que azul e vermelho dá roxo;

Vermelho misturado com amarelo dá origem à cor laranja;


E se misturarmos a cor azul com a cor amarela obtemos o verde;



Mas não nos ficamos por aqui!

Realizamos diversas vezes estas misturas para confirmarmos as nossas descobertas.
















Com tantas descobertas e experiências até parecemos cientistas!